Dicas

Desvendando o Wi-Fi

Desvendando o Wi-Fi

Você deve estar usando agora e talvez não tenha parado para pensar em como o Wi-Fi funciona.
Essa ferramenta tecnológica transformou as nossas vidas e entendê-la pode facilitar ainda mais o seu dia-a-dia.

Primeira pergunta: O que é Wi-Fi?

Um dos tipos de conexão sem fio, desenvolvido especialmente para redes locais de computadores, celulares e outros dispositivos.

Wi-Fi (que, em português, lê-se uai-fai) é uma marca registrada da organização sem fins lucrativos Wi-Fi Alliance, criada em 1999 por diversas empresas de tecnologia que desejavam oferecer “a melhor experiência de conexão sem fio” às pessoas.

Antes, o cabo ethernet (aquele geralmente azul com uma ponta retangular transparente) era a forma mais comum de conectar um aparelho a uma rede.

Para isso, eles criaram uma nova tecnologia de conexão, chamada de IEEE 802.11, que seria utilizada em dispositivos de rede local sem fio (Wireless Local Area Network, ou WLAN) – como os famosos roteadores.

Curiosidade sobre o nome

Wi-Fi surgiu como uma brincadeira com o termo Hi-Fi (abreviação de High Fidelity, em inglês, ou Alta Fidelidade, em português), usado para qualificar aparelhos de som que transmitiam áudios com muita fidelidade às gravações originais.

Funcionamento do Wi-Fi

São usadas ondas de rádio – ou eletromagnéticas – comuns para enviar e receber informações. Mais da metade do tráfego de internet mundial passa pelo Wi-Fi, segundo a Wi-Fi Alliance.

O roteador é o responsável por essa troca de dados, ele recebe o sinal de internet via cabo, transformando-o em ondas de rádio que são transmitidas por uma antena.

As ondas chegam até os aparelhos, são identificadas e interpretadas. Porém o alcance é limitado, para conseguir se conectar à rede Wi-Fi é necessário estar dentro do raio de ação do roteador, variando de acordo com modelo do aparelho e frequência da rede.

Frequência

Os roteadores atuais fornecem duas opções de transmissão: 2.4 GHz (gigahertz) e 5 GHz.

Quanto menor a frequência, mais longe o sinal chega. Sendo assim, o Wi-Fi 2.4 GHz alcança aparelhos mais distantes do roteador.

A frequência 5 GHz consegue carregar uma quantidade maior de informações por segundo, tornando a conexão mais rápida.

Se na sua casa existem as duas opções de rede, prefira sempre a 5 GHz. Ela pode cobrir boa parte de um apartamento médio e tem velocidade maior.

Sobre o sinal do Wi-Fi dentro de casa

Paredes, portas, janelas… Tudo isso pode interferir no alcance do sinal do Wi-Fi. Alguns fatores que influenciam bastante são a espessura dos objetos e o material.

Azulejos, paredes de concreto e cimento podem interferir muito no sinal, por isso banheiros e cozinhas podem ter o Wi-Fi mais fraco.

O centro da casa é o lugar ideal para que o roteador possa ser instalado. Existe também um repetidor de Wi-fi que é usado para melhorar a conexão nos pontos da casa.

Explicando o repetidor de Wi-Fi

Ele recebe o sinal do roteador e o repete para o ambiente onde está localizando, aumentando o alcance do Wi-Fi.

Se ele receber apenas 50% do sinal, é o que vai repetir, por isso prefira colocá-lo em cômodos que as ondas possam chegar da melhor forma.

Deixe seu comentário