Dicas

Lucre em 2020 com o seu próprio negócio

Lucre em 2020 com o seu próprio negócio

Essa é a hora de projetar ideias lucrativas para 2020 e aproveitar o primeiro impulso de recuperação da economia.
Criar negócios lucrativos significa encontrar caminhos para atender às demandas inexploradas do mercado — entregando valor superior à concorrência.
Por isso, selecionamos algumas ideias promissoras para você investir no próximo ano.

Alimentação saudável e gourmet

O relatório Brasil Food Trends 2020 mostra que a sensorialidade e prazer ainda é um dos principais critérios de consumo no país (priorizado por 23% da população, na mesma medida da qualidade do produto).

Inovar com alimentos de maior valor agregado — os famosos “gourmetizados” será uma ótima opção.

Em segundo lugar, vem a tendência da saudabilidade e bem-estar, que contempla os alimentos orgânicos, diet/light e recentes versões sem glúten e lactose.

Os números da Brasil Food Trends e Euromonitor mostram que há excelentes perspectivas de negócios, principalmente nas tendências de sensorialidade e saudabilidade, valendo assim o investimento.

Clubes de assinatura

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCom), publicados em 2019 no Estado de Minas, o número de empreendimentos desse tipo aumentou 167% nos últimos quatro anos.

Os brasileiros estão sentindo mais seguros com esse modelo de negócio e a adesão deve aumentar. O faturamento de 2018 foi cerca de R$ 1 bilhão, somando 800 clubes de assinatura ativos, dados divulgados pela especialista em clubes de assinatura, Lidiane Oliveira.

Por que vale o investimento: o mercado dos clubes de assinatura não para de crescer, e a vantagem é que o empreendedor tem uma variedade de públicos segmentados nos quais pode apostar.

Mercado pet

O setor deve fechar 2019 com faturamento de R$ 36,2 bilhões, de acordo com dados do Instituto Pet Brasil publicados na Época Negócios.

Pet shops, lojas especializadas, clínicas veterinárias, marcas de produtos e alimentos para animais são exemplos de negócios que entram nesse mercado.

O pet food, que traz tendências como alimentação natural e caseira para cães e gatos é um dos segmentos em ascensão.

Por que vale o investimento: a realidade é que sempre haverá demanda por esses produtos e serviços, já que o Brasil é um dos países com maior população de animais de estimação: eles somam 139,3 milhões, conforme dados de 2019 da Abinpet.

Construtechs

As expectativas para 2020 são animadoras, graças ao retorno dos investimentos no mercado imobiliário, infraestrutura e obras domésticas.

Por que vale o investimento: o setor da construção civil é um terreno fértil para investimentos em novas tecnologias e precisará, com urgência, aumentar sua produtividade no próximo ano.

Cloud Computing e Inteligência artificial

O mercado de TI brasileiro cresceu acima da média global em 2018: 9,8%, superando os 6,7% globais e ultrapassando a expectativa de 4,1%, segundo dados da ABES (Associação Brasileira de Empresas de Software) publicados na Computer World.

A projeção para 2020 é que o uso da inteligência artificial (IA) cresça 46,2% e que o mercado de cloud computing siga crescendo 35,5% ao ano.

Por que vale o investimento: o mercado de software na nuvem e IA é o futuro da tecnologia, e quem sair na frente terá mais chances de conquistar a liderança no seu segmento.

Economia compartilhada

Por meio do compartilhamento de bens e serviços e, geralmente, da internet, essas empresas possuem uma estrutura diferente e apostam na conexão peer-to-peer para impulsionar negócios.

Por que vale o investimento: segundo estimativas da consultoria PwC, a economia compartilhada movimentará, ao redor do globo, 335 bilhões de dólares em 2025  — 20 vezes mais em relação a 2014.

Beleza e cosméticos

O segmento da beleza tende a alcançar bons resultados, pois os consumidores enxergam alto valor agregado nesses produtos.

Por que vale o investimento: o setor da beleza é um dos mais resistentes à crise e vem dando sinais de recuperação rápida, além de ter inúmeros nichos e possibilidades a serem explorados pelos empreendedores.

Coaching

Cada vez mais pessoas buscam desenvolver competências e aprimorar a forma com que lidam com os desafios do dia a dia. Seja na área pessoal, seja na profissional, o coaching é uma ferramenta de capacitação que desperta o potencial de cada um.

Por que vale o investimento: só entre 2015 e 2019, o coaching cresceu mais de 300%, movimentando mais de R$ 50 milhões nos últimos anos, segundo dados da International Coach Federation publicados na Exame — e ainda há muito espaço para criar novos nichos.

Deixe seu comentário