Quer que seu site saia na frente quando o assunto é:  Pesquisa no Google?
Dicas, Sites

Quer que seu site saia na frente quando o assunto é: Pesquisa no Google?

O Google possui em seu algoritmo mais de 200 fatores que interferem nesta questão de ranqueamento e, recentemente, divulgou que sites responsivos ou que possuem versão mobile sairão na frente no ranking de pesquisas do Google, incluindo assim o fator responsividade.

Entenda um pouco mais sobre site responsivo

Quando você acessa um site responsivo, independente do tamanho da tela do seu dispositivo, ele se adapta ao novo formato para que o usuário tenha uma melhor experiência em sua navegação.
Importante: Um site responsivo necessita de uma ótima estrutura e compactação de arquivos e imagens, para garantir velocidade de carregamento e evitar frustrações por parte do usuário.

A mudança do algoritmo do Google

O modo como as pessoas acessam a internet está mudando, e isso inclui o enorme crescimento nos acessos através de smartphones ou tablets. Em 2014, por exemplo, o Brasil ultrapassou a marca dos 130 milhões de usuários mobile.

Outras estatísticas relevantes sobre o acesso mobile no mundo

  • 4 de 5 consumidores utilizam seu smartphone no processo de compra.
  • 15% do tráfego mundial da web ocorre a partir de dispositivos móveis, e esse número cresce mais a cada dia.
  • 22 bilhões de dólares são gastos em publicidade mobile por ano.
  • 15% das vendas de varejo online em 2013 foram feitas através de dispositivos mobile.
  • Mais de 50% de todas as buscas na internet são feitas através de dispositivos móveis.
  • Em muitos sites da web os números de acessos no mobile ultrapassam os números de acessos no desktop.
  • É previsto que uso de dados mobile vai aumentar 10x até 2019.

Motivos para possuir um site responsivo

  • 74% dos usuários esperam até 5 segundos para o carregamento de uma página na web em seu smartphone antes de abandonar o site.
  • 61% dos usuários deixam um site que não é otimizado para dispositivos móveis quando estão no celular ou tablet.
  • Por motivos de insatisfação na usabilidade e navegação, há 40% de chance do usuário abandonar um site e visitar o do concorrente.
  • Empresas com sites otimizados para dispositivos móveis triplicam as taxas de conversão móvel.
  • 46% dos usuários móveis afirmam que não retornam em sites onde encontraram problemas de navegação através do smartphone.

O Google pretende entregar sites mais relevantes para os usuários nos resultados de pesquisa, pois ele compreende que sites responsivos prezam pela boa experiência do usuário. Atualmente mais de 50% dos acessos que o Google recebe são feitos por dispositivos móveis.

O Google sempre deixou claro que o que for positivo para a experiência do usuário, será positivo para ele e seus robôs (programas que fazem a leitura de toda a web e indexam o conteúdo) e será usado como fator de ranqueamento em seus resultados de pesquisa. Esse é um dos motivos que o trabalho de SEO moderno é voltado para o usuário e não mais para os motores de busca.

Palavras do próprio Google: “À medida que mais pessoas usam dispositivos móveis para acessar a internet, os nossos algoritmos precisam se adaptar a estes padrões de uso… Esta alteração afetará as buscas móveis em todo o mundo e terá um impacto significativo em nossos resultados de pesquisa. Consequentemente, os usuários terão mais facilidade para obter resultados relevantes, de alta qualidade de pesquisa e que são otimizados para os seus dispositivos.”

Fonte de informações: raffcom.com.br

Deixe seu comentário