Dicas

Quero um Smartwatch, e agora?

Quero um Smartwatch, e agora?

Quer comprar um smartwatch e não sabe como escolher? Aqui iremos te ajudar a analisar os elementos importantes e decidir qual a melhor opção para você.

Entenda: Smartwatch não é smartband

Smartwatch: Relógios inteligentes que se conectam a outros aparelhos para ampliar funções de aplicativos, permitir o controle avançado de ferramentas e aumentar as capacidades de conectividade.

Smartband: Geralmente são voltados ao mundo fitness e trazem funções bem diferentes. Podem até funcionar como relógios para a demonstração de horas, mas o foco principal está na contagem de passos, medição de batimentos cardíacos e cálculo de distâncias percorridas; além de outras funcionalidades também voltadas a esse mercado esportivo e de exercícios físicos.

Design

Um smartwatch não pode ser maior do que o pulso de um consumidor, por exemplo. Caso contrário, certamente teríamos um dispositivo desconfortável e que poderia causar até mesmo dores durante a utilização.

A disposição dos botões e a facilidade do uso da tela também são pontos importantes. as melhores opções são telas 2,5D ou displays sem moldura, por exemplo.

Vai funcionar no meu smartphone?

É bem importante observar quais são as compatibilidades do aparelho que você está pensando em comprar. O Apple Watch, por exemplo, funciona apenas com os iPhones mais recentes, impossibilitando o uso em Android ou iPhones antigos.

Existem alguns aparelhos com o Android Wear que são compatíveis com o iOS dos iPhones.

Outros sistemas de smartwatches também podem ser usados em mais sistemas de smartphones, como é o caso doPebble, que funciona no Android, no iOS e também no Windows Phone.

Importante:

Observe bem se o seu smartphone vai poder executar as funções de conexão com o smartwatch. Assim você economiza e garante as funcionalidades e benefícios possíveis.

Especialidades

  • 1- Sistema Operacional: Existem diferenças entre os vários sistemas disponíveis no mercado — e isso se reflete diretamente no que falamos sobre a compatibilidade dos aparelhos.
  • 2- Hardware do aparelho: significa que você precisa ficar atento às funcionalidades que ele traz e que independem do sistema operacional do celular.
  • 4- GPS integrado: Dispensa os smartphones para fazer medições de exercícios físicos. Os aparelhos podem ser usados sem problemas pelos consumidores que estiverem pedalando ou correndo sem os smartphones. Os relatórios continuam sendo feitos sem qualquer dificuldade e a sincronização pode ocorrer quando uma conexão WiFi ou Bluetooth for atingida.
  • 5- Sejam à prova d’água para que não danifiquem em caso de chuva, por exemplo.

Vilã: Bateria

Quase nenhum aparelho permite mais do que um dia de autonomia — ainda mais se estivermos falando sobre um uso moderado ou alto, em que os equipamentos são usados por várias vezes e com várias funcionalidades. Se você pode recarregar o aparelho todos os dias — assim como faz com o smartphone —, não há problemas.

Preços

É muito importante sempre pensar no quanto cada aparelho custa e o que cada um deles oferece. Afinal de contas, você não vai querer gastar R$ 1.000 a mais em um aparelho que oferece diferenciais que você não vai utilizar.

Deixe seu comentário