Desenvolvimento, Dicas, Gestão Empresarial

As 9 maiores tendências de negócios para 2021

As 9 maiores tendências de negócios para 2021

Vivemos um momento de reflexos econômicos da pandemia que ainda não acabou, mas que já mostra sinais de melhora.

Estamos à espera de um “Novo Normal”, como a mídia se refere ao período pós pandêmico. Esse momento será marcado por alguns novos hábitos sociais, e acompanhar essa mudança fará com que as empresas também modifiquem seus métodos ou até mesmo seus produtos.

Com a pandemia, muitas pessoas se viram perdendo seus empregos ou parte de seu sustento. A realidade de 2020 foi dura, mas muita gente soube aproveitar para investir em seus próprios negócios. E para quem pensa que as oportunidades já se foram, saiba que está enganado. As oportunidades são crescentes.

Buscar se enquadrar nas necessidades do mercado será a diferença entre sucesso e fracasso dos negócios antigos, por outro lado, os novos negócios já estão surgindo ambientados nesse cenário, o que fará com que eles tenham uma maior chance de se sobressaírem. Tudo depende de saber aproveitar as oportunidades ou não, e, para ajudar nisso, listamos as 9 maiores tendências de negócios em 2021.

Quais são os negócios em alta em 2021?

1. Infoprodutos

Esse nicho de mercado é crescente e de acordo com a Forbes, que divulgou dados da Global Industry Analysts sobre a projeção de faturamento de US$325 bilhões no mundo todo até 2025, está em ascensão.

Não temos dúvidas que é um mercado muito lucrativo e está em expansão, mas para aproveitar essa área é necessário entender como ela funciona.

Infoprodutos são, geralmente, produtos digitais que geram conhecimento. Ou seja, são cursos, e-books, videoaulas, etc.., que as pessoas compram para aprender algo novo ou aprimorar os seus conhecimentos sobre algo que elas já fazem.

Esse tipo de produto não exige alto investimento e permite que o empreendedor trabalhe de casa.

Parte importante da venda desse tipo de produto é o marketing digital, outra área que está em alta para 2021. Falaremos dela daqui à pouquinho.

O marketing digital é o principal “vendedor” do seu produto, pois como você estará na internet, dificilmente fará divulgação em outros meios de comunicação. As redes sociais também são ferramentas importantes para um vendedor de infoproduto, por isso, vale a pena investir nelas e divulgar bastante.

2. Delivery

Em 2020, o Brasil foi destaque no mercado Delivery. O número de downloads de aplicativos de comida subiu 120% em março de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019. Esses dados foram divulgados pelo site Statista.

Os aplicativos de delivery observaram uma grande expansão de seus restaurantes em 2020, devido à pandemia.

O isolamento social fez com que as pessoas usassem os aplicativos de comida de forma obrigatória, pois os restaurantes não puderam abrir as portas, apenas fazer entregas. Dessa forma, as “Dark Kitchens”, como são conhecidos os restaurantes que possuem apenas o delivery, viram seus negócios darem um salto de faturamento.

Mas se engana quem pensa que com o fim da pandemia esse seguimento tende a cair. Pelo contrário, a tendência é de que o número de usuários suba para 39 milhões até 2024.

Quem souber aproveitar essa tendência, ainda poderá contar com mais aplicativos, pois além dos já conhecidos para cidades grandes, Ifood, UberEats e Rappi, há o surgimento de outros que também atendem cidades pequenas, como o Delivery Much.

Que tal aproveitar essa onda e começar a vender suas quentinhas? Ou aquele seu doce de sobremesa que só você sabe fazer?

A hora é de aproveitar as oportunidades!

3. Afiliado

Primeiramente é necessário você entender o que é um afiliado e o que ele faz. Um afiliado é como um promotor de vendas. Ele faz a venda de um produto e ganha uma comissão por isso, basicamente.

Para ser um afiliado, você precisa se cadastrar em sites que fazem vendas de infoprodutos, ou grandes redes de produtos móveis. Após o cadastro, você começa a anunciar e promover os produtos que quer, e receberá uma comissão para cada venda.Esse mercado esta cada vez maior devido ao crescente consumo via internet. E a tendência é de crescimento.As grandes vantagens deste tipo de empreendimento são, principalmente:

  • Não precisa desembolsar nenhum valor;
  • As transações são completamente online;
  • Não há necessidade de comprar o produto para revender depois;
  • Não é preciso ter estoque;
  • Você pode trabalhar como e de onde quiser;
  • Você não é responsabilizado por erros de entrega e logística;
  • Sua parte é apenas divulgar e vender o produto.

E aí? Gostou dessa tendência de mercado? É uma das tendências mais populares para 2021.

4. E-commerce de produtos veganos

De acordo com a Sociedade Vegetariana Brasileira, 30% dos brasileiros se consideram vegetarianos, e 14% veganos.

Dentre os produtos veganos e vegetarianos mais procurados estão: alimentos que substituem carne de origem animal, como carnes vegetais, por exemplo; cosméticos; roupas; sapatos; artigos do vestuário; produtos de limpeza e higiene.

Mas por quê o e-commerce desses produtos?

Com a pandemia, os brasileiros modificaram sua forma de consumir, passando a realizar mais compras de forma eletrônica. Produtos desta natureza não são tão fáceis de achar, mesmo com uma procura alta, então o e-commerce surge como uma solução.

É uma boa aposta, não só para 2021, mas para os próximos anos, onde estima-se, de acordo com a empresários do setor entrevistados pela Folha de São Paulo, um crescimento do mercado de produtos veganos na ordem de 40% ao ano, apesar da crise.

5. Design digital

As atividades de design criativo estão cada vez mais evidentes, por onde quer que olhamos.

Designers são responsáveis por produção gráfica, artística, visual e digital. São os profissionais que dão vida e cores às logomarcas e apresentações das empresas nas diversas áreas de comunicação publicitária.

Este tipo de trabalho está em alta em 2021 por razões bastante simples: o consumo está se transformando, tudo está virando digital, e ter uma boa aparência faz toda a diferença para as empresas!

Esse profissional tem a possibilidade de trabalhar home office, ser muito bem remunerado e ter vários trabalhos simultâneos para empresas diferentes.

Se você se formou nessa área ou vai começar a trabalhar de designer digital, saiba que 2021 será um ano muito promissor.

6. Edição de imagem e videos

Segundo dados da PWC Consultoria, o setor de mídias de vídeo e imagens deve faturar cerca de 43,7 bilhões de reais em 2021, onde 77% da utilização de dados de internet será para reprodução deste tipo de mídia.

Este mercado é dominado por freelancers/microempreendedores. São pessoas que trabalham de forma autônoma para várias empresas, fazendo diversos tipos de vídeos e imagens.

O crescimento vem acompanhando a curva das próprias mídias sociais. Afinal, não é possível obter bons resultados de mídias sem que se produza bons conteúdos e de forma profissional.

Com a crescente exponencial da quantidade de cursos online e produções de conteúdo, oferecer serviços de edição de vídeos é, sem dúvidas, um bom negócio.

Lembrando que vale apostar em novas técnicas e aperfeiçoamentos profissionais para acompanhar a evolução do mercado.

7. Construção de jogos para celular

Na contramão da crise gerada pela pandemia mundial, o mercado gamer no Brasil foi impulsionado pelo isolamento social.

Em 2020 a Comscore divulgou o resultado de uma pesquisa sobre o mercado gamer no país. Cerca de 70% da população online faz uso de algum tipo de jogo, e cerca de 65 milhões de pessoas fazem isso apenas via mobile, ou seja, pelo aplicativo para celular.

Já pensou em usar seu conhecimento na construção de games e embarcar nessa tendência?

Numa consultoria da PWC, ela estimou que este mercado vá crescer, até 2022, cerca de 5,3% em relação aos faturamentos atuais, que é de R$1,5 bilhão atualmente, impulsionado pelos aplicativos para celular.

Não se pode contestar o tamanho desse mercado e seu poder financeiro, então, para quem é da área deste tipo de tecnologia, não aproveitar essa oportunidade seria um péssimo negócio.

8. Mercado imobiliario

O mercado imobiliário está em alta no Brasil. Isso mesmo que você leu! Apesar de parecer estranho, o mercado de imóveis tem subido lentamente e parece que vai decolar em breve.

Alguns fatores para esse crescimento se devem à pandemia, mas outros são responsabilidade do próprio mercado financeiro. Como assim? Te explicamos!

Com as insistidas quedas na Selic, a atratividade por alguns tipos de investimento caiu, fazendo com que os investidores buscassem outras fontes mais rentáveis, e o mercado imobiliário parece estar na base do giro dessa roda.

Outro fator importante de se observar é que era esperado um crescimento de cerca de 20% na construção civil em 2020, mas a pandemia não permitiu, fazendo, inclusive, com que os preços dos imóveis caíssem. Esse crescimento foi reprojetado, e em 2021, especialistas acreditam que a animadora consistência que o mercado vem apresentando e seus preços bastante atraentes, acabe influenciando de forma muito positiva o setor como um todo.

Então se você tem um pouquinho de dinheiro sobrando e pretende investir em algo imóvel e consistente, o mercado imobiliário é uma ótima oportunidade.

9. Marketing digital

Por último, mas não menos importante, vamos falar sobre a tendência de mercado do Marketing Digital. Não há como realizar uma boa amplitude digital sem falar nisso. Hoje ele está integrado com todas as formas de comunicação e relações na internet.

Mas o que faz deste ramo uma tendência para 2021?

Bom, tudo está atrelado ao mercado e aos novos comportamentos deste. Os usuários mudaram seus hábitos, a pandemia nos forçou a nos reinventarmos e a criarmos novas formas de relacionar e consumir.

Nesse mercado tão competitivo, como fazer para se destacar? Marketing Digital!

Considerando todas as mudanças que 2020 nos proporcionou, o marketing precisou se reinventar também. Profissionais desta área estão cada dia mais requisitados, porque a maioria das pessoas não consegue lidar com a competitividade que toda essa mudança vem causando. Elas precisam de marketing digital para se destacarem, e é aí que entra a estratégia, a técnica, a mágica!

Bons profissionais e empresas deste ramo tendem a se destacar no mercado em 2021, pois saberão colocar as empresas para quem trabalham e maior destaque que as outras.

Nunca foi tão necessária a inteligência e estratégia deste profissional como nesse momento pandêmico. Porém, com tanto crescimento, esse profissional também precisa se preparar e capacitar cada vez mais para conseguir acompanhar.

Essa é, com toda a certeza, uma das áreas mais promissoras para 2021.

E aí? Curtiu nosso conteúdo? Que tal deixar aqui nos comentários a sua opinião?

Deixe seu comentário